Enviado por rodolpho.chermont em qui, 10/11/2022 - 11:23

boletim do turismo

Boletim do Turismo 2022

O evento foi realizado nesta quinta-feira (10) na Faepa, em Belém.

Nesta quinta-feira (10), foi lançado o Boletim do Turismo, edição 2022, uma publicação que fornece um panorama sobre o setor turístico paraense. O lançamento ocorreu em evento da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), na sede da Federação de Agricultura do Estado do Pará (Faepa). Produto desenvolvido pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), o Boletim apresenta as 6 grandes regiões turísticas do Pará, apontando dados importantes, os potenciais e os impactos dessa atividade na economia e vida social.

faepasicsic

Para elaboração do Boletim do Turismo, a Fapespa, por meio de sua Diretoria de Estudos e Pesquisas Socioeconômicas e Análise Conjuntural (DIEPSAC), utiliza dados de fontes oficiais, como Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD Contínua), de lavra do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Secretaria de Estado de Turismo (SETUR-PA), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), da Associação Brasileira de Locadoras de Automóveis (ABLA) e do Relatório Anual de Informações (RAIS). As informações coletadas auxiliam na construção de um quadro que reflete a realidade turística referente às 6 grandes regiões turísticas do Pará, Caeté, Carajás, Marajó, Baixo Amazonas e Xingu.

O documento demonstra como está o desenvolvimento do Turismo em cada região, apresentando informações sobre o contexto turístico do Pará a nível Brasil, dados sobre a infraestrutura turística paraense, emprego e renda provenientes da atividade turística, os impactos socioeconômicos do turismo em outros setores importantes, como: no crescimento econômico, no setor de serviços de turismo, no comércio varejista, na geração de empregos, nas taxas de homicídios, nas taxa de roubos e na extrema pobreza.

Assim, o Boletim do Turismo configura-se como um instrumento de reconhecimento da realidade turística local, importante para balizar ações governamentais referentes ao fomento do Turismo no Estado e para a promoção de discussões acerca da preservação da Amazônia e do uso sustentável dos recursos naturais, criando redes interconectadas de agentes que usufruem de seus impactos econômicos, direta ou indiretamente.

Acesse aqui: https://tinyurl.com/zdcwama6