Webmail | Acessibilidade
Redes Sociais
Comissão do projeto Fapespa Ambiental discute os avanços nas suas ações

Comissão do projeto Fapespa Ambiental discute os avanços nas suas ações

O projeto é referente a Agenda Ambiental da Administração, que tem como objetivo realizar ações no dia a dia de trabalho de forma mais sustentável e econômica, pensando no meio ambiente e nos servidores.

Data: 01/10/2020

Na manhã de hoje (01), a comissão do projeto Fapespa Ambiental se reuniu na Fundação para discutir as medidas já realizadas, propor novas ideias e apresentar os próximos passos necessários para sua oficialização. O projeto é referente a Agenda Ambiental da Administração, que tem como objetivo realizar ações no dia a dia de trabalho de forma mais sustentável e econômica, pensando no meio ambiente e nos servidores.

Estavam presentes na reunião, o Coordenador da Diretoria de Pesquisas e Estudos Ambientais (DIPEA), José Abílio Barros Ohana; a Coordenadora da Diretoria Científica (DICET), Aurycélia Silva Dias; o Técnico em Gestão de Desenvolvimento de Ciência e Tecnologia (CSA), Marcos Otavio Ferreira de Lemos; a Técnica em Administração e Finanças (Gepes), Michelle Tavares Malcher; e a Técnica em Administração e Finanças (COLOG), Márcia Gislene Gomes Pereira.

Estas diretorias vêm refletindo sobre estudos ambientais para promover a sustentabilidade no âmbito da Fundação, a partir da adoção de práticas do programa A3P - Agenda Ambiental na Administração Pública.

A comissão conta com a colaboração de todas as diretorias e servidores para criar novos hábitos e, assim, ajudar o meio ambiente e facilitar o dia a dia da fundação.

O projeto é para todos! - O Fapespa Ambiental visa impactar na formulação e implantação de políticas públicas socioambientais subsidiadas por estudos e pesquisas da Fundação, além de produtos e serviços de projetos fomentados pela mesma, em parceria com outras instituições que já estão com esta ação em curso.

A criação de uma Agenda Ambiental na Administração da Fapespa, envolve metas como a diminuição de desperdício e consumo de bens materiais, energia elétrica, água potável, entre outros. Para tanto, são propostas ações continuadas para a redução dos danos ambientais a curto, médio e longo prazo.

Ao fim, todos atuarão como multiplicadores, promovendo a educação continuada da relação das pessoas com o meio ambiente e da melhoria da qualidade de vida, pautada na utilização racional e responsável dos bens renováveis e não renováveis dentro e fora da FAPESPA.

 

 

Texto: Elizandra Ferreira

Enviar por email

Deixe seu Comentario

Veja também

SIG AMAZÔNIA

Links úteis +

Produtos +